Compartilhe

sábado, 31 de outubro de 2015

A responsabilidade de cada um

Queridos leitores.

Infelizmente ainda gosto de assistir filmes. Creio que é algo preciso eliminar da minha vida, estou trabalhando nisto. Procuro ser bastante criterioso nos filmes que escolho, embora um sem número de vezes tive que parar a assistência porque fui surpreendido por cenas verdadeiramente impróprias e não me refiro somente a cenas sensuais em filmes que não se esperava tais coisas.

Estava assistindo um filme de ficção, onde um robô possuia consciência, inteligência como humanos. Sem considerar a alma do ser humano, mas somente na criação e transferẽncia de consciência. No entanto o robô que possuia uma mentalidade infantil, foi ensinado por criminosos para o crime. Foi enganado de que o que fazia não era crime, pelo seus "pais" criminosos. Assim foi até um momento do filme,  quando então o "pai" criminoso manipulou a consciência do robô criança para o crime, que aceitou assaltar e talvez matar. No entanto pôde-se ver no decorrer do filme cenas de violência num meio criminoso, sem lei, onde os bandidos, indepentemente de como se tornaram assim, terminaram até como supostos heróis. Esse algo de criança no robô e a intenção dos produtores, ainda não entendi direito. Não parece coisa boa. Talvez noutro artigo comente.

Quando acontece uma inversão de valores deste tipo onde os vilões se dão bem e terminam como heróis, mesmo quando morrem, com a simpatia e torcida da audiência, constata-se o que está acontecendo na nossa sociedade; cada vez mais violenta, sem rumo, manipulada, marginalizada e entregue à marginalidade, à própria sorte. Preparemo-nos para o pior, pois a criação de uma geração sem disciplina, sem respeito às instituições estabelecidas está em andamento neste momento, pois ao que parece, nestes nossos tempos, a indisciplina e o crime já compensam.

Numa segunda reflexão, as pessoas produzem filmes aparentemente despreocupadas com as suas consequências no mundo real. Estas pessoas precisam saber que não há como criar um filme, que será visto por milhares ou milhões de pessoas, sem que haja consequências no mundo real. Pensam que tudo se resume somente à telinha ou à telona e que as pessoas que assistem precisam separar as coisas, a ficção do real, afinal todos são adultos. Nada disto! Estas coisas afetam, direta ou indiretamente, psicológicamente e ou subliminarmente às pessoas. Talvez os produtores saibam disto e façam de propósito porque muitos deles poderão estar à serviço do próprio mal. O que não podemos permitir é sermos manipulados por estes falsos entretenimentos que trazem graves prejuízos à nossa sociedade. Percebemos estas coisas em um filme considerado "inocente", mas já dá para imaginar as consequências daqueles que não são.

Cada um é responsável pelas consequências das suas ações. Responsáveis pelas consequências de produzir um filme com um conteúdo prejudicial às pessoas, ou de qualquer outra ação que fazemos e que trarão consequências negativas para a vida das pessoas. Se as consequências do que fizemos foi bom para todos, as consequências para nós também serão boas. O contrário acontece quando fazemos algo pensando somente em nós mesmos, no nosso sucesso financeiro, sem pensar que vamos prejudicar alguém. Nessa mentalidade só importa se ganharmos, se nos dermos bem, mas se prejudicar alguém, consequências "sinistras" virão contra nós mesmos.

Cada um de nós responderá por suas ações talvez diante dos homens, mas certamente diante de Deus. Não adianta esbravejar que não acredita em Deus. Não precisa crer! Certamente as consequências virão, tão certo quanto o ar que respiramos, mas que não vemos, é somente uma questão de tempo. Trata-se de algo que no meio "religioso" se conhece muito bem. Colhe-se o que se planta. Lei da semeadura.
"O que semear a perversidade segará males; e com a vara da sua própria indignação será extinto." (Provérbios 22:8) 
"Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará." (Gálatas 6:7) 
"O ímpio faz obra falsa, mas para o que semeia justiça haverá galardão fiel." (Provérbios 11:18)
"Segundo eu tenho visto, os que lavram iniqüidade, e semeiam mal, segam o mesmo." (Jó 4:8)
Fiquemos todos na Paz, que excede todo o entendimento,
do Nosso Senhor Jesus Cristo de Nazaré.

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Agora sim é tudo de bom... carnaval, futebol, religião, filmes...

Queridos leitores,

creio que escreverei coisas que poderão confrontar muitas pessoas, mas creiam não é minha intenção constranger ninguém e sim trazer fatos que talvez possam nos auxiliar nas nossas vidas. 

Repetidas vezes muito do que queremos não é bom para nós. Nossa vontade é enganosa e o preço do erro, às vezes, é muito caro.

Quero falar-lhes do Carnaval, do futebol, da religião, de holywood, TV e da internet.

Quando digo carnaval, entenda-se a festa da carne.
Quando digo Futebol, entenda-se o entretenimento nas "arenas"
Quando digo Religião, entenda-se controle das pessoas
Quando digo Hollywood, entenda-se entretenimento gerado pelos filmes
Quando digo TV, entenda-se novelas e todo o tipo de entretenimento tendencioso 
Quando digo internet, entenda-se redes sociais, e comunicadores instantâneos, especialmente.

Amigos, não farei rodeios. Todas estas coisas foram criadas para a manipulação dos homens e para a obtenção de riquezas por poucos.

Será um "discurso" difícil de engolir.

No carnaval pessoas passam o ano inteiro preparando o próximo carnaval, dispensando seu tempo e resursos financeiros. No carnaval também há a mão do crime organizado, que também são manipulados e não sabem, pois fazem sua parte para o sistema ao servirem ao crime. Aqueles que "aproveitam" a festa de carnaval dedicam seus dias para a diversão, gerando até os conhecidos "filhos do carnaval" na melhor das hipóteses e muitos outros problemas inclusive de saúde. Pecados, iniquidades, adultérios e todo o tipo de corrupção da carne; estrangeiros vem ao país e se aproveitam da festa da carne para fazerem tudo o que em seus países de origem não lhes é permitido, inclusive aliciar menores, pedofilia e protiuição, a exemplo dos brasileiros nesta festa.

No futebol as descaradas "arenas" entretem aqueles que pensam que se divertem e que se digladiam nas ruas após os jogos, o que é o cúmulo da manipulação. Além de estarem sendo descaradamente manipulados ainda brigam e se matam entre si, ainda pagando para assistirem a estes jogos, quase que invariavelmente comprados, com resultados "acertados" mediantes boas quantias de dinheiro. Os melhores jogadores são recompensados com gordos salários que lhes tornam milionários de um entretenimento mascarado de esporte. Quem assiste a estes jogos não pensa que tudo virou interesse financeiro, que virou somente dinheiro e poder. Veja o que aconteceu na FIFA. O Brasil futebol tornou-se uma faculdade do crime de corrupção que exporta seus ensinamentos. Os jogadores são pessoas pagas para entreter homens nas grandes "arenas", construídas com ajuda do dinheiro público. São novas arenas com novas atividades, já que não podem mais matar como se fazia nas arenas de Roma com seus gladiadores e sacrifício dos cristãos, devorados por bestas exóticas. Matam agora de outras formas. Os torcedores colocam seus ideais e torcida em times que nem sabem que eles existem e se sabem é somente por algum motivo marketeiro e financeiro para manter suas mentiras, manipulação e riquezas. Pior ainda é quando estas empresas de futebol mal administradas e roubadas quebram e são socorridas pelo governo com o dinheiro dos nossos impostos.

Porque será que as Igrejas não pagam impostos, os times de futebol tem tantas regalias e bancos que depois de roubados e quebrados são socorridos pelo governo com os recursos público. Não será porque servem aos propósitos manipuladores do governo? Será que este dinheiro aplicado na vida das pessoas não traria mais benefícios? Certamente SIM.

Na religião a coisa, por incrível que pareça, ainda é pior. Simplesmente porque manipulam as pessoas em nome de Deus. Mas lhes pergunto, qual deus? Certamente não é o verdadeiro. Porque será que as igrejas são exceção na cobrança de impostos pelo governo. Porque a religião é um meio do sistema estabelecido controlar a vontade das pessoas. Um meio de manipulação de massa. Um meio de amainar os ânimos do povo. Dizem lá que toda a autoridade é instituida por Deus e deve ser respeitada, no entanto isso é levado para o lado da manipulação. Enquanto é palavra de Deus é verdade, mas quando é corrompida e levada para o lado da manipulação é falsa e mentirosa. Igual fez o diabo quanto tentou Jesus no deserto. Quem conhece a Deus sabe que Ele é pessoa viva e não aquele que tantos andam pregando por aí com intuito de manipulação.

Veja o que Jesus disse: 
"E, convocando os seus doze discípulos, deu-lhes virtude e poder sobre todos os demônios, para curarem enfermidades. E enviou-os a pregar o reino de Deus, e a curar os enfermos. E disse-lhes: Nada leveis convosco para o caminho, nem bordões, nem alforje, nem pão, nem dinheiro; nem tenhais duas túnicas."(Lucas 9:1-3)
... e para completar:
"Curai os enfermos, limpai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios; de graça recebestes, de graça dai." (Mateus 10:8)
No primeiro trecho Jesus orientou para seus discípulos irem pregar o evangelho e realizar sinais e prodígios, sem levar nada, nem duas túnicas. No segundo trecho Ele disse que de graça recebemos de graça damos.
Será que o que Jesus disse "bate" com o que é feito e pregado pelos líderes com seus cargos eclesiásticos de hoje? Certamente não!

Dá para entender porque as pessoas são enganadas em cultos supostamente de Jesus. Os líderes pregam um falso Jesus e um falso evangelho. Se você participa, tem comunhão em igrejas que pregam o evangelho da prosperidade e outras mentiras e sofismas, fique muito atento. Você pode pensar estar adorando à Deus, mas pode estar na sinagoga do diabo, adorando-o e pedindo seus favores. Jesus pregou o que está acima, diferente disto é mentira.

Assim como não havia pecado, não havia religiosidade alguma em Jesus. Ele, o filho de Deus, foi considerado rebelde, revolucionário, um perigo para o poder religioso judaico constituído da época, o sinédrio. 

Existe algo que o homem queira mais, que não seja saúde e prosperidade? O resto acompanha. Os líderes religiosos focam justamente aí para atrair o maior número possível de "fiéis", com seus falsos testemunhos, enriquecendo-se às custas do povo com seus falsos dízimos, ofertas e patrocínios, ao executar o seu papel de manipuladores das massas humanas.
A incredulidade do povo, diante de tantas mentiras dos líderes religiosos, chega ao ponto de que a existẽncia de Deus e da validade da sua palavra são colocados em cheque, e que tudo o que se disse a respeito dEle até hoje parece ser uma grande mentira para controlar o povo, no entanto as pessoas nunca chegaram a conhecer o verdadeiro Deus que liberta de toda a escravidão.

Quanto a Hollywood, cinema e a TV, é algo inacreditável o que acontece. São lançados filmes pra lá de comerciais, com seus atores famosos e milionários. Pessoas escolhidas a dedo com rostinho e habilidade de lançar moda e manipular as pessoas através dos filmes que, há tempos, vem tornando normal e aceitável o que é moralmente incorreto e nocivo às pessoas e às famílias. Na TV novelas brasileiras e seriados estadunidenses, tornaram comum práticas iníquas condenadas por Deus, como adultério, prostituição, homossexualidade e muito mais. Foram, vagarosamente, definindo e incutindo nas pessoas novos padrões corrompidos de conduta moral e ética que estão destruindo as instituições familiares. Condutas erradas, corrompidas, do mal, tornaram-se aceitáveis, comuns e normais.

Quanto a internet, redes sociais, comunicadores instantâneos, etc., podemos dizer que nunca vimos em época alguma tanta perda de tempo, mas também tanta informação. A internet é um dos meios que mais se presta para libertar as pessoas dos enganos  por meio da informação, no entanto é muito mal utilizada e pode ser facilmente usada para o mal. As próprias ferramentas de comunicação que tanto tempo tomam nosso tempo, se usadas adequadamente podem ser de grande valia para as pessoas e para a propagação do evangelho de Cristo. Infelizmente as pessoas passam muito mais tempo conversando frivolidades, repassando mensagens enganosas, entregando gratuitamente suas informações e preferẽncias pessoais à empresas interesseiras, navegando em sites suspeitos, imorais, indecentes, muito mais do que acessando coisas que realmente prestam. Houve um tempo na minha vida, antes da minha conversão, em que fui provedor de internet. O único da minha cidade. Fiz pessoalmente a instalação da internet em algumas centenas de clientes. Pediam-me para deixar algumas coisas pré-configuradas e me pediam ajuda para acessar alguns sites. Adivinha quais sites os os homens mais pediam para acessar? resposta simples: sites pornográficos. Se os adultos pensam que podem ver todo o tipo de coisa porque já tem maturidade para isto, estão muito enganados. Falo de sites com conteúdo pornográfico, violento e outras coisas que nem convém explicar aqui, pois são aberrações e que entristecem à Deus.

Queridos leitores, enquanto estamos sendo competentemente entretidos, porque o diabo é muito organizado, nossas famílias estão sendo destruídas, nossos recursos financeiros roubados, nossos empregos indo pelo ralo, nossas empresas quebrando, bancos nos explorando descaradamente com seus juros inescrupulosos numa roubalheira legalizada, mantendo uma economia frágil baseada na exploração daqueles que deveriam ser cuidados, enquanto a mentira corre frouxa e ficamos sem representantes verdadeiramente nossos, sobrecarregados com uma das maiores cargas tributárias do mundo que querem aumentar ainda mais.

Todas as coisas já estão consumadas e a história e destino do mundo estão escritos. Não creio que possamos resolver definitivamente as coisas, isto Jesus fará, mas há como melhorá-las por algum tempo até que o fim dos tempos cheguem. O mal deve ser combatido pelas pessoas de bem.

Não sei exatamente o que acontece com o povo brasileiro que está num estado letárgico, mas quando a iniquidade assume uma grande proporção, como neste momento na história do mundo e principalmente do Brasil, uma coisa é certa: Deus quer que "acertemos" as coisas. Se não o fizermos só resta um caminho e uma coisa para Ele fazer, como tanto vimos acontecer na história do mundo, que consta na bíblia: a destruição. Os que praticam o mal acabam destruindo-se a si próprios, entre si, pelas mãos de Deus. A coisa toda vai até um ponto, mas se ninguém fizer nada, se o mal não for combatido, é certeza que Deus fará e então virá a destruição. Já podemos ver os sinais de destruição; mudança de clima, lugares que estão se tornando impróprios para se morar devido a falta dágua, crise mundial, etc. Nunca se viu tantos refugiados fugindo de guerras patrocinadas pelos países ricos e que agora batem às suas portas e muito mais. Estas coisas não podem passar em branco como normais porque não são.

Os governos brasileiros historicamente fizeram um ótimo trabalho, proposital, de proporcinar uma educação falha ao nosso povo. Hoje a corrupção na mente das pessoas é, até um ponto, aceitável, tipo "rouba mas faz". A maioria do povo se estivesse com o poder do dinheiro nas suas mãos também se corromperia. Não foram cultivados valores morais e éticos nas pessoas. As famílias se desestruturaram com todo este falso entretenimento e não passaram aos seus filhos os valores necessários para uma sociedade preocupada com o bem comum, justa e salutar em todas as áreas. Faltou educação. Lembro do então senador Cristovam Buarque, criador do bolsa-escola, que tanto chamou a atenção para a EDUCAÇÃO. Ninguém o ouviu. Nos tranformamos num povo de cultura pobre, onde a vantagem individual, o egocentrismo é o que prevalece. O bem comum virou um conto de fadas, uma ilusão que há muito tempo ninguém acredita. O que cada um quer é se dar bem. Os próximos, ou seja os outros e suas famílias que se danem.

Não adianta nem pensar em querer mudar de país, ir para os EUA, por exemplo. A coisa lá tá feia, a não ser que vocẽ faça questão de possuir um carro pagando 1/5 do que paga por aqui. De resto o futuro deles é procupante. É bem melhor começar a mudar o Brasil, começando por cada um de nós. Não nos deixar ser manipulados da maneira que está acontecendo. Precisamos começar por nós e ensinar corretamente nossos filhos.

Que estas coisas sirvam de alerta para todos nós. 

Que o Senhor tenha misericórdia do Brasil e dê discernimento ao nosso povo.